METATRON - A EXPERIÊNCIA DA MORTE E O REINO PÓS-VIDA


A EXPERIÊNCIA DA MORTE E O REINO PÓS-VIDA
Mensagem de Metatron 
Canalizada por James Tyberonn
junho de 2014


Saudações, Mestres! 

Eu Sou Metatron, Senhor da Luz.

Acolhemos cada um de vocês num vetor de amor incondicional. Falaremos sobre um assunto fascinante neste momento. Queridos Seres Humanos, a vida nunca termina!

Muitos de vocês temem sua própria morte mais do que gostariam de admitir. Quer passem ou não muito tempo refletindo sobre a vida após a morte, todos vocês, em algum momento da vida, se perguntarão o que acontecerá quando morrerem e o que os estará esperando “do outro lado”. Mesmo aqueles que acreditam que não existe nada depois da vida física, ironicamente, têm dedicado muitos pensamentos a essa questão.

Então, gostaríamos de falar sobre a experiência da morte.
  
Mestres, enquanto leem as palavras desta mensagem canalizada, lhes é oferecida a recepção de catalisadores intuitivos sutis, códigos de ativação intuitiva, que fazem parte das frequências deste compartilhamento, frequências destinadas a ajudá-los a expandir suas próprias capacidades intuitivas.

Suas religiões patriarcais atuais lhes dirão que, depois da morte, há o céu ou o inferno.
Nós lhes diríamos o contrário.

Queridos, não existe nenhum fim fatalista, com um julgamento final resultando em recompensa eterna ou castigo eterno. Na verdade, não existe nenhum “fim”. A vida está sempre se expandindo. 

A morte não é uma experiência horrível que se deva temer.

Aquilo que vocês chamam de “Morte” é um renascimento na sua realidade maior e, em muitos aspectos, um despertar extremamente belo. Na verdade, o nascimento no reino físico é muito mais traumático do que a volta para o “reino angélico”.

De fato, a passagem do físico pode ser apropriadamente descrita como “volta ao lar”. Certas expansões extraordinárias de realidade são naturais quando se está num horizonte muito mais amplo, que oferece muito mais sensibilidade e entendimento.

No momento de sua passagem, sua essência espiritual deixa o corpo físico e entra em sua forma etérea. Em certas circunstâncias, você realmente flutua sobre seu corpo físico e enxerga o espaço abaixo de si. Todos já vivenciaram a morte muito mais vezes do que possam imaginar.

A consciência deixa o organismo físico de diversas maneiras, de acordo com as inúmeras condições da transição… por doença, senilidade, ou morte súbita devido a um acidente de automóvel, por exemplo.

Em casos como senilidade, coma profundo e doença de Alzheimer, a consciência pode passar inteiramente para o reino pós-morte apesar de a biologia física manter-se viva. A morte física pode também ocorrer num processo gradual.

Para os que falecem no fim de uma doença, o processo de passagem geralmente ocorre em lapsos intermitentes, isto é, a transferência da consciência acontece de forma fragmentada, em etapas, podendo transitar para fora e de volta ao corpo físico durante alguns dias antes da saída final.

Nestes processos graduais de passagem, a pessoa fica num estado elevado e geralmente enxerga anjos, guias espirituais e entes queridos já falecidos.

Este processo é frequentemente escolhido a fim de remover o medo de morrer. De certa forma, isto permite uma série de missões de reconhecimento, de breves incursões exploratórias da morte, para permitir que a pessoa que está para fazer a passagem possa liberar a apreensão e perceber que não há nada a temer.

Aqueles que tiveram experiências de “quase morte” geralmente descobrem que estas oferecem não só uma grande sensação de paz, mas um ambiente de tanta luz e bem-aventurança, que acaba havendo uma relutância em voltar ao reino físico.

Uma vez que o limiar é transposto, ocorre uma transição automática e a pessoa se eleva a um estado superior. E os estados superiores têm muitos níveis que correspondem a campos dimensionais. As dimensões pós-morte são barreiras frequenciais da essência, que talvez sejam mais bem entendidas como diferentes intensidades vibratórias de estados psicológicos.

A maioria de vocês perceberá a transição da sua passagem imediatamente. E ficará encantado ao observar que ainda está consciente, embora morto em termos físicos. É possível que você fique extremamente feliz ao compreender que ainda é “você”.

Seu “narrador e observador interno” será o mesmo que você teve na sua jornada física recém-completada. Você manterá o pleno conhecimento da sua vida e estas memórias, ao serem focadas, serão imediatamente acessíveis durante certo tempo. Você será capaz de se comunicar com outros que lhe foram importantes na vida que terminou.

Perceberá, naturalmente, que não está mais no corpo físico. Você se encontrará em outra forma, que a princípio lhe parecerá física, mas logo aprenderá que não consegue atuar com ela no sistema físico do mesmo modo que fazia enquanto vivo. As diferenças entre essa forma e o corpo físico serão evidentes, já que você não será visto pelos vivos e será capaz de passar através da matéria física.

Possivelmente terá que reaprender certas leis de comportamento, pois talvez não perceba imediatamente o potencial criativo e os atributos de locomoção dos seus pensamentos e emoções no novo ambiente. Poderá ficar surpreso ao se encontrar em cinco ambientes diferentes simultaneamente, sem ter a menor ideia, a princípio, do motivo por trás da situação.

No começo, você talvez não veja nenhuma continuidade sequencial no movimento e se sentirá arremessado de um lugar para outro sem motivo aparente; literalmente movendo-se de uma experiência para outra.

Inicialmente é provável que não perceba que seus pensamentos estão impulsionando-o tão rapidamente quanto os pensa. Por isto, imediatamente depois da morte, há estágios de reaprendizagem de “navegação” e de adaptação ao novo conjunto de física “mental”.

Haverá uma fase na qual você reverá de perto a estrutura da sua experiência física recentemente completada. Entretanto, depois dessa revisão, outra expansão natural ocorrerá; uma fusão gradual da alma, na qual você se integrará com suas outras encarnações e com outros aspectos seus, não apenas das suas jornadas terrenas, mas de outras realidades.

Quando acontece essa expansão, a identidade da alma torna-se naturalmente maior e sua forma etérea muda. Você pode escolher uma aparência relacionada com uma encarnação diferente, ou uma estrutura de “corpo” da alma que abranja todas as suas experiências.

ANOMALIAS

Há casos raros nos quais uma pessoa morre numa situação inesperada, como num acidente, em que a morte ocorre de forma tão abrupta, que provoca um breve período de confusão. Mas isto não é frequente e normalmente só acontece se a pessoa estiver extremamente apegada à vida física e não conseguir abandoná-la.

Geralmente isto se dá com almas menos desenvolvidas, que acham que não completaram seus objetivos, ou com almas tão apegadas àquela sua vida em particular por várias razões, que não conseguem aceitar a transição.

Em casos muito raros, a pessoa pode se recusar tão firmemente a aceitar que a morte ocorreu, que concentrará desesperadamente sua energia emocional na tentativa de re-entrar na forma física.

Em outra situação semelhante, uma pessoa que vivia obcecada por atingir um determinado objetivo ou terminar um projeto em andamento, por exemplo, pode ainda tentar completá-lo durante um tempo, antes de aceitar que sua jornada terrena chegou ao fim.

Mas, mesmo nestes casos, o óbvio acaba tornando-se bem claro. A meditação dirigida provê a intervenção, quando necessária, para redirecionar as ações confusas. E, Mestres, saibam que realmente existem guias para ajudar cada um de vocês a compreender plenamente sua própria situação na passagem.

A maioria de vocês fará a passagem com clareza. E quando isto é feito sem desorientação, você é geralmente recebido pela família e amigos que faleceram antes. Há um sentimento de conforto e um reconhecimento eufórico deste reino que exala uma sensação de bem estar.

Você poderá descansar, se o repouso for desejado ou necessário. A fase de repouso é uma fase de grande expansão, na qual há uma atmosfera de êxtase. Muitas vezes há uma sensação de estar flutuando num campo de luz branca e brilhante, forrado com extraordinárias cores vivas.

Nesta fase, você estará num estado de felicidade e se adaptará com mais facilidade à compreensão da separação que ocorreu. Mas ainda será capaz de focalizar o pensamento no plano terreno. Descobrirá que os pensamentos o levam rapidamente à pessoa ou lugar que você focalize.

Você poderá visitar amigos e parentes, revisitar o passado, saudar amigos de infância e aparentemente viajar através do espaço e tempo. Poderá revisitar sua infância; ver-se como criança rodeada pela família no Natal, ou caminhar pelos corredores da sua faculdade, nos moldes em que ela existia há sessenta anos.

Perceberá que não existe nenhum espaço de tempo entre a manifestação de qualquer ideia ou pensamento e sua concepção inicial, como existe na vida física. Você explorará prazerosamente este fenômeno parecido com sonhos, mas numa fundamentação real e com lucidez.

Existem meios de se tornar familiarizado com as realidades e dimensões da pós-vida enquanto você ainda está vivendo no plano terreno. Isto será discutido resumidamente mais adiante.

Agora, é importante que você entenda que ninguém morre sem ter escolhido morrer.
O Eu Superior sempre toma a decisão.

Portanto, ninguém morre antes da hora. No entanto, pode haver a sensação de uma “vida inacabada”, por assim dizer, quando as “lições de vida” que você escolheu não foram completadas por algum motivo.

CRESCIMENTO CONTÍNUO

As descrições da experiência pós-morte são de fato variadas… variam mais ou menos de acordo com o sistema individual de crença e o coeficiente de luz de cada indivíduo. Isto pode parecer muito complicado, especialmente se você se acostumou à crença dogmática num paraíso eterno, céu ou inferno, ou num repouso eterno.

Na verdade, aqueles que têm uma crença forte em ensinamentos religiosos, no início geralmente criam imagens de santos e luz branca que corresponde à programação espiritual deles. Curiosamente isto possibilita uma transição mais suave em comparação à daqueles que não acreditam em vida após a morte, por exemplo.

Mas, para ser claro, a morte não é um lugar de eterno descanso. Não existe um céu com ruas de ouro, nem uma tortura demoníaca de um lago de fogo, e não existe nenhum vazio infinito… embora você possa ter breves alucinações com estas coisas, se acreditar firmemente nelas.

Mesmo assim, serão visões de curta duração e, como já afirmamos, existem guias a guardiões, uma “Equipe de Orientação”, digamos, para ajudar aqueles que precisam de instrução útil e orientação para se adaptar ao estado pós-morte.

A comitiva de “Orientação” é composta de almas adiantadas, algumas mortas outras vivas. Os membros que ainda estão na forma física realizam este serviço na fase “fora do corpo”, enquanto seus corpos físicos dormem. Eles são hábeis nos processos de projeção trans-dimensional de consciência.

Os “guias ajudantes” que ainda estão vivendo suas jornadas terrenas são particularmente úteis porque possuem uma compreensão mais imediata dos sentimentos e emoções do momento atual e das realidades atuais da Terra, do que as almas que já partiram. Tais pessoas podem ou não ter lembrança de suas atividades noturnas.

Estes guias entendem as diversas sensações envolvidas e podem ajudar na orientação daqueles que estão inicialmente confusos nos momentos iniciais da transição. De modo geral, uma “alma velha” (nos seus termos), aquela que já vivenciou muitos níveis de treinamento da consciência e um número maior de encarnações na Terra, não ficará confusa nem desorientada na transição do estado físico para o não físico.

EXERCÍCIOS PREPARATÓRIOS

Existem atividades, que você pode realizar enquanto vive no mundo físico, que o prepararão para os reinos pós-morte. Aqueles que, no plano físico, têm se esforçado para aprender projeção fora do corpo através da meditação profunda, jejum, busca de visão, sonho lúcido, respiração iogue e jornada xamânica, estarão mais familiarizados com o ambiente depois da morte.

Portanto, tais experiências com a expansão da consciência para os reinos multidimensionais são muito benéficas na preparação para a transição da morte física. Todos que estão na vida física podem aprender conscientemente a navegar na multidimensionalidade através dessas disciplinas e conhecer as nuances dos reinos pós-morte. Isto é muito útil na preparação para a passagem.

Você saberá o que esperar, pois entenderá melhor as condições de atemporalidade e de navegação do pensamento. Com um pouco de esforço, e se estiver disposto a dedicar um tempo a se autoprogramar, você poderá aprender a ter sonhos lúcidos.

Quando digo “autoprogramar-se”, quero dizer simplesmente isto… criar a intenção de se lembrar dos seus sonhos; meditar com foco nisto antes de dormir, dando a si mesmo esta sugestão intencional e persistente. Você ficará surpreso com o resultado!

Aqueles que já dominaram o corpo de luz Cristalino, Mer-Ka-Na, devem ter vivenciado esses reinos e, depois da morte, seguirão o mesmo processo de acordo com o nível do seu coeficiente de luz. Isto é ensinado nas Chaves Metatrônicas.

Na verdade, os reinos que são alcançados na Mer-Ka-Na (*) são os reinos da vida após a morte. Você geralmente penetra-os nos estados noturnos de sonho, mas raramente se lembra deles depois de acordar.

(*) Nota Stela - Mer-Ka-Na é seu corpo de Luz Cristalino

Agora, como dissemos, a separação do corpo físico varia em algum grau de indivíduo para indivíduo, mas existem certos fatores em comum que todos vão encontrar.

Há maior capacidade e liberdade para entender plenamente a sua própria realidade, para desenvolver ainda mais as suas habilidades e sentir com mais profundidade, e para realmente compreender claramente a natureza da sua própria existência multidimensional como parte de Tudo O Que É.

REVENDO O QUE ACONTECE NA MORTE

Vamos agora analisar em maiores detalhes certos pontos importantes desta conversa, alguns dos quais já foram mencionados anteriormente nesta canalização, mas merecem ser retomados, pois é fundamental que sejam bem entendidos. 

Mestre, no momento da sua transição, você deixará o corpo físico, como afirmamos antes, e se encontrará imediatamente em outro “corpo”. Descobrirá que está na mesma “forma etérea” na qual viaja em sonhos e nas projeções fora do corpo.

Isto lhe parecerá muito confortável e certamente familiar, porque, na verdade, todos deixam o corpo físico a cada noite durante o sono. Este novo corpo pós-morte poderá parecer físico, mas você logo perceberá que ele oferece muito mais recursos no seu novo ambiente.

Como a maioria, é provável que inicialmente você escolha a aparência que tinha na vida física, mas num formato mais vigoroso. A maioria escolhe a aparência de quando estava no auge da vida.

Você viajará instantaneamente e de forma atemporal através do pensamento. Se pensar, por exemplo, num ente querido na Virgínia, imediatamente estará na presença dele. Você será capaz de se comunicar telepaticamente com ele.

Entretanto, na maioria dos casos, seus entes queridos não serão capazes de vê-lo nem de “ouvi-lo” fisicamente. Eles receberão a comunicação subconscientemente e poderão ou não reconhecer a fonte da transmissão do pensamento.

Entretanto, você não será visto por aqueles que ainda estão no corpo físico. Depois da morte, quando projetar sua consciência no reino físico através do pensamento, você estará na forma etérea, como um “fantasma”, em seus termos.

Mas acrescentaremos como curiosidade, que muitos membros do Reino Animal, incluindo animais de estimação que você teve, serão capazes de enxergá-lo perfeitamente. De fato, você poderá ser recebido com boas-vindas entusiásticas pelos seus cachorros e gatos, quando entrar na casa onde sua família e animais de estimação ainda residem no plano terreno.

De modo geral, esta é a fase na qual você redescobre os atributos incríveis da sua nova forma e habilidades de mover-se em pensamento. Ficará encantado ao descobrir que pode fazer qualquer coisa no processo mental. Será capaz de voar do mesmo modo que voa no estado de sonho. Será capaz de passar facilmente através de objetos “sólidos”, sejam eles paredes, edifícios ou montanhas.

Você se moverá diretamente por sua vontade, que o levará de um lugar a outro, de uma pessoa a outra através do pensamento. Nessa fase inicial, você poderá inclusive escolher explorar o planeta, tanto na superfície quanto no seu interior! As projeções Dévicas dos reinos vegetal e mineral serão visíveis para você nos planos astrais da Terra.

Naturalmente existe uma qualidade surreal nesse processo, no início. Na maioria dos casos, depois da morte a pessoa opta por permanecer intimamente ligada ao plano terreno por algumas semanas, antes de se mover para mais alto.

Nesse período, você escolhe comunicar-se com várias pessoas que desempenharam papéis importantes na sua vida para uma espécie de conclusão de questões. Tenha em mente que o tempo, como você o conhece, não existe no plano não-físico, portanto você não estará consciente da passagem linear do tempo depois da morte.

Embora a maior parte da associação estreita e do contato direto com o plano terreno imediatamente após a morte ocorra num período de 4 a 6 semanas de acordo com o que poderia ser medido na Terra, nesse período você estará no tempo do “agora” e totalmente alheio à cronologia sequencial.

Em outras palavras, para você parecerá algo muito breve, ocorrendo num fluxo natural de pensamento e espaço, em um cenário atemporal. Assim, é possível permanecer nesse estado durante meses e até anos, dependendo da necessidade individual de comunicação e conclusão. Entretanto esta não é a regra.

Acho que não é nenhuma surpresa para você que a maioria das pessoas assiste seu próprio velório e funeral.

Muitos que passam pela experiência de “quase morte”, ao retornarem à vida física, falam que toda a vida deles passou como um flash diante de seus olhos. Isto é uma tradução mal compreendida entre o estado onírico subconsciente e a interpretação do cérebro frontal.

Descrevendo essa situação de forma mais precisa, sua vida física pode realmente ser observada no outro lado do véu, desde o nascimento até a idade avançada, mas isto ocorre como uma revisão cuidadosamente analisada, e não como um rápido flash.

Esta revisão é escolhida pela pessoa e geralmente conta com a assistência de guias, ocorrendo num plano mais elevado do que aquele em que se entra logo após a morte.

Todos terão esta experiência, mas cada um será capaz de escolher as peças-chave, não só para serem analisadas, mas revividas com base no seu discernimento. Em muitos casos, a alma seleciona áreas nas quais foram tomadas ações errôneas.

Neste caso, você será orientado para analisar reações alternativas, de modo a entender o que poderia ter acontecido e como isso teria trazido um resultado melhor. Assim se dá um aprendizado muito profundo.

É isto que os seus textos religiosos chamam de “o julgamento”. Entretanto, neste estado não existem as emoções de culpa e tormento, pois, nesse nível, você está acima da personalidade, da forma que você a entende agora.

Você faz essa revisão a partir de um estado de ser mais elevado, que está separado, por assim dizer, quase como se fosse uma terceira pessoa observando. Isto acontece numa espécie de centro de treinamento. Mas, para ser claro, é uma dimensão ou estado psicológico, e não um “lugar”, como os que você imagina na dimensão física.

Uma vez completada esta fase, você terá a oportunidade de escolher se volta ou não a reencarnar.

Existem muitas escolhas alternativas à sua disposição, para o caso de resolver não reencarnar no ciclo terreno. Existem infinitos universos e galáxias que oferecem experiências incríveis de aprendizagem. A maioria é bem diferente do que se tem vivenciado no sistema solar da Terra. Poucos deles são realidades físicas.

Aqueles entre vocês que estão num estado muito avançado podem se conectar com outros reinos, incluindo os de Arcturo, Plêiades e o sistema binário de Sírius. O Cosmos está, literalmente, cheio de vida.

Os três que acabamos de mencionar são, na verdade, bem familiares para vocês e estão estreitamente envolvidos com o sistema e ciclo da Terra, desde o tempo de Mu [ou Lemúria] e Atlântida. Muitos de vocês coexistem dentro deles num estágio mais elevado de formato luminoso, na forma de vida fotônica.

Em seguida, você decidirá se completou a dualidade ou não.
Se ainda não, você começará a se preparar para retornar.

A maioria das almas tem um espaço de tempo entre vidas de acordo com os ciclos de reencarnação daqueles com quem tiveram relacionamentos passados. De um modo geral, ocorre um período de 20 a 40 anos antes que a escolha de retornar seja estabelecida.

Mas, de novo, precisamos deixar claro que o tempo e a atemporalidade no outro lado são difíceis de serem compreendidos com os sentidos físicos que estão sintonizados com o tempo linear sequencial.

Seu “tempo” de retorno é baseado, em grande parte, na escolha de retornar daqueles com quem você deseja interagir no plano terreno. Neste processo, ocorre uma série de estados de comunicação, nos quais se estabelecem acordos e um plano intrincado.

Aí há o reconhecimento de outras almas e grupos de almas na dualidade, que são escolhidos para que o relacionamento com eles seja completado ou equilibrado. Há, inclusive, a escolha da família e das lições para crescimento.

Você escolherá o padrão astrológico que lhe dará mais possibilidade de crescer.

As almas que optarem por retornar à dualidade certamente passarão um “tempo de treinamento” nas frequências não-físicas dos “outros planetas” dentro do seu sistema solar. A jornada da alma no plano terreno é o “campo de teste” ou Universidade da dualidade, mas é apenas uma parte da realização da alma.

Cada um de vocês passará um tempo em todas as esferas do currículo do sistema solar que escolheram. Isto geralmente acontece na pós-vida em preparação para o estágio seguinte, o próximo nível de reencarnação.

Entretanto, também é possível que ocorra parcialmente na vida encarnada, durante o sono. Toda noite, ao penetrar nos níveis mais profundos do sono, cada um de vocês certamente sai do corpo e entra num estado que poderíamos chamar de estado pós-vida, embora poucos conservem a lembrança clara disso ao despertarem.

ESCOLHENDO O PADRÃO DA ALMA

Querido Ser Humano, não considere os estudos sobre pós-vida nas estrelas e planetas como folclore ou inverdade. O que é aprendido pela alma em cada reino, em cada permanência, deve ser efetivamente construído e expressado de forma otimizada, através da ação nas vidas terrenas.

O crescimento da alma deve ser demonstrado em pensamento e ação através da manifestação bem sucedida da vontade em realidade física. O padrão correto e mais adequado deve, então, ser cuidadosamente selecionado entre os inúmeros arranjos de estrelas e planetas, que representam padrões de alma.

Os signos do Zodíaco são doze padrões fundamentais, de onde a alma escolhe quando vem para o plano terreno para uma nova encarnação. São padrões que representam temperamento, personalidade e sintonia mental ideais.

O gênero, a raça e o corpo físico também são escolhidos, já que constituem uma materialização do padrão da alma, um reflexo da “individualidade progressiva da alma” na próxima experiência terrena planejada.

O que estamos compartilhando aqui era conhecido por muitas sociedades mais avançadas, incluindo as de Mu, da Lei do Um de Atlântida, do Egito e da Grécia. Depois do surgimento das religiões patriarcais baseadas no medo, que passaram a dominar e controlar tudo, esses ensinamentos foram para a clandestinidade, por assim dizer, e passaram a ser ensinados apenas em enclaves secretos.

Na História que vocês conhecem, eles foram ensinados por Platão e Pitágoras e, em época mais recente, por Edgar Cayce, que na verdade, é a reencarnação de Pitágoras, um aspecto da essência do egípcio Ra-Ta.

Como já lhes dissemos em diversas ocasiões, o Plano Terreno é a Universidade da Dualidade. Entretanto, o reino da Terra é apenas uma parte do curso. Existem outros reinos de vida após a morte, associados com seu sistema solar, que se enquadram na experiência de “dualidade e livre-arbítrio” do reino físico.

A dualidade da Terra é única e exclusivamente livre-arbítrio, e as escolhas feitas por cada entidade individual são completamente dominantes na manifestação e propósitos criativos deste reino de causa e efeito. A Terra é o único lugar do seu sistema solar em que existe vida tridimensional.

Nos reinos pós-morte, um certo grau de orientação é disponibilizado para cada entidade, conforme ela progride. Essa orientação é dada por professores, alguns dos quais podem ser considerados Mestres Ascensionados e Anjos. Isto é escolhido em livre-arbítrio pelos seus aspectos superiores, pela própria Superalma.

Se você pensa que a vida pós-morte não tem desafios, é melhor pensar melhor. Sempre há esforço requerido, mas existem forças motivacionais inatas na natureza da consciência que permitem esse progresso. Você de fato sentirá um desejo poderoso e natural, uma ânsia profunda de receber esses ensinamentos.

Todas as almas têm um desejo profundamente arraigado de crescer que as leva a querer aprender. Isto é uma parte inata e natural do retorno ao “Tudo O Que É”, à criatividade plena. Neste sentido, este movimento é uma programação que pode ser chamada de DNA da alma.

O CURSO DO CICLO TERRENO

É importante ficar claro que o processo de reencarnação envolve doze centros principais de aprendizado. Todos os seres humanos passam algum tempo nesses centros antes de completar o “Ciclo Terreno”.

Nós lhe damos o título de Ciclo Terreno, porque a Terra é, como dissemos, a fase de teste na qual os aspectos intensivos são submetidos a avaliação. Então, neste sentido, a Terra é a parte mais importante do currículo, e aquela que deve ser dominada.

Estes estão aqui listados, num breve resumo:

Aspectos Planetários Intensivos no Desenvolvimento do Ciclo Terreno:

1. Mercúrio – Mente – Desenvolvimento Mental – Comunicação – (7 Graus)

2. Vênus – Amor – Emoção – Nutrição (4 Graus)

3. Terra – Criação Responsável – O Campo de Teste

4. Marte – Temperamento Emocional – Poder

5. Júpiter – Força – Liderança – Sabedoria – Confiança

6. Saturno – Purificação Espiritual – Cadinho

7. Urano – Psiquismo – Desenvolvimento dos Chacras e Glândulas Intuitivos

8. Netuno – Estudos Místicos da Natureza da Realidade

9. Plutão – Domínio da Adversidade

10. Lua – Balanceamento, Remoção da Dúvida – Equilíbrio Feminino

11. Sol – Vitalidade, Espírito – Equilíbrio Masculino

12. Arcturo – Entrada/ Saída – Expressão da Força Vital Criativa


Deve-se notar que as luas de Saturno e Júpiter (assim como a da Terra, como mostrado acima) também fazem parte do estudo devido às frequências dos seus aspectos planetários.

Cada um dos elementos acima incorpora muitos níveis ou graus. Por exemplo, há sete níveis em Mercúrio, quatro em Vênus e cinco em Júpiter.

Saturno é muito complexo. O curso disponível para Saturno envolve a remoção de padrões incorretos, purificação de crenças e tendências incorretas, incluindo as que vêm se repetindo como obstáculos graves e formando um padrão de ações equivocadas.

Em alguns casos extremos, a alma é totalmente “reinicializada” no cadinho de Saturno.
Neste processo, os anéis servem para modular as diferentes intensidades requeridas.

O ambiente pós-morte no qual você “treinará” são formatos frequenciais não físicos dos corpos celestes referidos no seu sistema solar e, como dissemos, Arcturo é uma parte integrante disso, embora seja excepcional no sentido de que Arcturo está fora do reino físico do seu sistema solar específico. 

ALIANÇAS ENTRE MESTRES E VIAJANTES DO TEMPO

Há muitas “alianças” de guias associados na assistência aos mundos em desenvolvimento, incluindo o seu. Existem muitas Almas plenamente Ascensionadas que completaram o Ciclo Terreno e optaram por manifestar corpos com propósitos específicos, que incluem a inserção de informações, invenções, filosofias, governos, literatura, arte e música em determinados intervalos-chave no espaço-tempo linear.

Estes são gênios, como vocês os chamam, e incluem almas como Pitágoras, Tesla, Einstein, Sócrates, Platão, Isaac Newton e inúmeras outras. Elas podem encarnar em vidas físicas com nascimento “normal” ou manifestado. Em alguns casos, podem entrar por acordo, no formato que vocês conhecem como “walk-ins”.

Mas, deve-se notar que os verdadeiros “walk-ins” são muito raros. Muitos seres humanos que se consideram “walk-ins” vivenciaram um aceleramento interior para um estado superior de ser, e não ocorreu nenhuma troca de almas independentes.

Aqueles que se especializam em influenciar o fluxo de eventos podem ser chamados de “Enviados do Futuro” e são Mestres na manipulação do Espaço-Tempo. Estes Mestres especializados vêm para ajudar a dirigir o curso da realidade “provável” para a realidade manifestada em momentos-chave da civilização.

O tempo, no seu planeta, ocorre em programas holográficos. Existem seres, que vocês chamam de gênios, que desenvolveram a capacidade especial de entrar e sair do tempo-espaço, mais ou menos da mesma forma que seus filmes de ficção científica e programas de televisão retrataram em “Quantum Leap”(*). Isto foi discutido em canalizações anteriores.

(*) Nota Stela - Quantum Leap é uma série de televisão americana do gênero ficção científica, criado por Donald Bellisario. Foi exibida originalmente pela NBC entre 1989 e 1993 totalizando 5 temporadas e 97 episódios. Acreditando na possibilidade de poder viajar no tempo, Dr. "Sam" Beckett, entra numa máquina do tempo e inicia uma viagem intemporal. Sam além de viajar no tempo, em cada salto que dá, encarna uma nova pessoa. Enfrenta reflexos no espelho que não são o seu e, para poder seguir em frente para outro tempo, tem sempre de completar uma missão naquele corpo. Ao seu lado há "Al", um observador do seu tempo, em forma de holograma, que apenas ele pode ver e ouvir. Nas suas viagens vai aproveitando para mudar na história as coisas que estavam mal, sempre na esperança de que o seu próximo salto, fosse um salto para casa. (Wikipédia)

A NATUREZA DO TEMPO E ESPAÇO 
ENERGIA INVISÍVEL DA ANTIMATÉRIA

Vocês devem entender que, no Cosmos, fisicalidade é exceção e não a regra.

Seus próprios cientistas estão conscientes, em algum grau, que a “matéria escura” e a “energia escura” (como eles as denominam) constituem 95% do Cosmos. A matéria ocorre em espectros, como a luz, por isso vocês podem ter dificuldade para compreender este conceito.

Mas esses centros, embora planetários, não ocupam espaço no sentido que vocês entendem o espaço – um lugar com uma localização específica. Portanto, quando vocês desenvolvem naves espaciais para explorar fisicamente alguns desses planetas, pode lhes parecer que neles não existe vida. Isto é o resultado das suas próprias interpretações errôneas em relação à natureza espectral da realidade.

Esses ambientes existem no meio do mundo físico que vocês conhecem, mas não são percebidos por vocês. Seus mecanismos de percepção são simplesmente incapazes de se sintonizarem com essa gama de frequências.

Um número muito grande de realidades co-existem com a sua. E na morte, vocês entram no “outro lado do véu”, o lado não-físico do toróide, e automaticamente sintonizam-se com outros campos e reagem a outras leis de física pertinentes a essas outras realidades, realidades que não são percebidas no âmbito muito limitado dos sentidos físicos.

Entretanto, do outro lado vocês podem perceber a realidade física até certo ponto, embora não possam estar no estado físico. Inclusive, como já dissemos, a entrada de volta para o reino físico está numa frequência diferente e vocês teriam uma aparência fantasmagórica, como diriam.

Vocês seriam bem invisíveis e incapazes de lidar com a matéria física. Existem campos de energia e barreiras energéticas que realmente separam vocês. Existe uma ciência em tudo isto; não é magia! Isto é física dimensional, uma questão científica conhecida pelas sociedades avançadas do seu passado, mas ainda não entendida no seu presente.

COMPLETANDO O CICLO TERRENO

Agora, gostaríamos de esclarecer que a reencarnação em todas as fases do Ciclo Terreno é necessária para completar esse ciclo. Mas existe a opção de sair para outros reinos de Maestria fora do Ciclo Terreno. Todas as entradas e saídas deste ciclo acontecem através de Arcturo.

Se você tiver concluído o Ciclo Terreno e dominado a dualidade, pode optar por permanecer neste sistema como professor ou guia. Ou pode escolher mudar-se para uma intensidade maior e aprender a criatividade numa escala muitíssimo mais ampla.

Quando o Ciclo Terreno tiver terminado, as informações, experiências e habilidades que você acumulou estarão à sua disposição para outras aplicações. Assim, as opções serão muito mais diversificadas do que aquelas disponíveis para almas que ainda não se “graduaram” e precisam continuar reencarnando no Ciclo Terreno.

UNIDADE COM TUDO O QUE É

Existe o potencial máximo, a meta final de ser “absorvido” e fazer parte da suprema consciência conhecida como Deus. Neste sentido, você se funde na consciência da pluralidade, dentro de “Tudo O Que É”.

Mas, mesmo assim, um aspecto da sua individualidade, suas memórias, suas vidas em várias jornadas, são mantidos dentro de uma parte de você. Nada desaparece. Esses aspectos da personalidade ainda existirão numa espécie de memória dinâmica viva permanente, num compartimento diferente, mais ou menos da mesma forma que seu computador armazena dados.

No nível Avatar, você é uma combinação de todos os níveis do eu, entende?

Uma vez atingido este último nível, existem oportunidades, existem meios para você atuar na Criatividade em escala Cósmica. A quantidade de conhecimento e treinamento necessária faz com que a carreira de um Elohim-Avatar comunicador seja extremamente exigente, mas este é um dos “cursos de graduação” finais disponíveis para você.

O processo de aprendizagem de tais informações naturalmente contribui para o desenvolvimento das habilidades da alma. É necessária uma manipulação delicada da energia e uma viagem constante através das dimensões.

Uma vez que esta escolha seja feita, o treinamento começa imediatamente, sempre sob a liderança de um grupo de Seres Mestres que, do ponto de vista do ser humano, podem ser considerados Elohim ou Arcanjos.

Mas repetimos que a Criatividade Cósmica é um tema amplamente complexo e extremamente mais avançado do que o nível do ciclo terreno em que vocês se encontram agora.

No sistema da Terra, algumas almas adiantadas, que estão em suas encarnações finais e prestes a se graduarem, têm a oportunidade de se tornarem guias e professores. Naturalmente esse sistema contém também outras entidades que se graduaram no ciclo da Terra e foram escolhidas para ajudar aqueles que ainda se encontram nesse ciclo.

Vocês terão a oportunidade de ensinar, se tiverem inclinação para isso, além do coeficiente de luz necessário. Mas, como já dissemos, o ensino multidimensional é muito mais do que o ensino que vocês conhecem agora, e exige um treinamento extremamente rigoroso.

A senda leva tal professor a diversos níveis de realidade, muito mais complexos do que aqueles anteriormente dominados por ele no ciclo da Terra. Em seus termos religiosos contemporâneos, isto seria explicado como companheirismo com Deus Criador.

As funções do Mestre Criador em Unidade com Deus podem ser bastante especificas.

Alguns, como aqueles de nós que estão no que chamaremos de reino Metatrônico, formam o que pode ser explicado de modo simplista como “Leis da Física, trabalhando tanto para formular novas dimensões da realidade quanto para manter expansões dentro das já existentes, usando elementos geométricos, geometria sagrada, formando a matriz base de novos mundos e transmitindo conhecimento de todas as maneiras possíveis.” – e não me refiro a formas físicas.

O que vocês chamariam de tempo é manipulado como um artista usaria as cores.
O que vocês chamariam de espaço é reunido de formas extraordinárias.

ENCERRANDO

Queridos, nosso assunto pode parecer muito extraordinário e complexo… até sombrio. Mas esta não é a nossa intenção, nem deveria ser a sua reação ou conclusão depois de ouvir [ou ler] nossas palavras.

O que se encontra diante de vocês é de uma beleza além da sua imaginação, e extraordinário em sua magnificência. Palavras são insuficientes para descrever esses reinos requintados e absolutamente surpreendentes.

Portanto, dizemos a cada um de vocês que desfrute cada instante, aproveite todos os momentos da sua vida, aprecie os belos aspectos da sua Terra, pois realmente o plano terreno é verdadeiramente extraordinário em sua beleza sublime.

E quando passar para o outro lado, você imediatamente sentirá exatamente o quanto a vida é surpreendentemente bela, e será grato pela preciosa respiração que o manteve vivo.

Embora a vida tenha desafios… no seu momento de transição você será envolvido por um profundo sentimento de apreciação. Nós do reino Angélico estamos aqui para ajudá-lo, somos seus familiares oferecendo-lhe a mão. Mas não estamos aqui para resolver seus problemas por você, pois isto prejudicaria seu crescimento na senda da Maestria.

Pedimos-lhe que tome um instante para sentir, para perceber realmente a magnífica luz e energia do seu ser. E reconhecer que vida e morte fazem parte do mesmo processo. As duas são facetas da mesma realidade.

Você viverá muitas e muitas vidas e nunca será de novo exatamente a mesma personalidade, a mesma expressão que é agora. Entretanto, ela se tornará parte do seu Eu integral que nunca terá fim, e você será uma parte dele.

Então, lembre-se de amar a si mesmo e aproveitar com alegria, pois isto está à sua disposição agora… porque você é um ser magnífico, um aspecto divino de Tudo O Que É. Quando fizer a passagem, você poderá olhar para trás, para suas vidas passadas, mas verá que elas são apenas uma parte do grandioso VOCÊ!

A vida na Terra é uma credencial, um curso escolhido e não um castigo, nem uma queda da Graça. 

É uma Universidade escolhida pelas almas corajosas que concordam em vir para este planeta usando filtros. É uma involução que leva a uma evolução verdadeiramente gloriosa.

Quando você deixa o sistema físico depois de completar seu ciclo terreno e terminar os ciclos de reencarnações físicas, você finalmente aprendeu a lição. E quando isto ocorre, você, de certa maneira, não é mais um membro da raça “humana”, pois já se formou na Universidade da Dualidade.

Entretanto, esse aspecto específico do seu eu consciente permanece nela, assim como outras porções da sua identidade habitam simultaneamente outros sistemas de treinamento. Em sistemas mais adiantados, pensamentos e emoções são automática e imediatamente traduzidos em ação, em qualquer tipo de matéria que lá exista. Portanto, as lições, as experiências, são sempre uma parte de você.

Mestre, por favor, saiba que seu espírito fundiu-se com a carne por sua escolha, para que pudesse dominar o incrível reino da dualidade, para aprender Criatividade. E é uma credencial extraordinária vivenciar esse mundo de incrível riqueza, e ajudar a criar uma realidade de cores, música e forma.

Seu espírito nasceu num corpo biológico para enriquecer a maravilhosa área da percepção sensorial, para sentir a energia da forma física. Você está aqui para usar, aproveitar e se expressar através do seu corpo, mente e alma. Estes, como uma trindade, se entrelaçam em unidade.

Por isto lhe pedimos que aproveite o dia, encontre alegria, descubra o bem-estar, e saiba que cada escolha que você faz determina a vida que você vive.

Eu Sou Metatron e compartilho estas Verdades com todos vocês.

E assim é… E é assim…

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/10/metatron-experiencia-da-morte-e-o-reino.html
© James Tyberonn – Todos os Direitos Reservados a www.Earth-Keeper.com 
Fonte: http://www.earth-keeper.com/EKchronicles_97pdf.pdf
Os direitos autorais desta canalização pertencem a www.Earth-Keeper.com. A publicação em sites da web é permitida, desde que seja apresentada em sua totalidade, sem alterações, e que os créditos do autor e seu site sejam incluídos. Este material não pode ser publicado em jornais, revistas, Youtube e nem reimpresso sem a expressa autorização do autor. Para a devida e necessária autorização, entre em contato com Bobby escrevendo para Tyberonn@....
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@...
Grata Vera!
Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

CÍRCULO DE LUZ E AMOR DE MARIA - MENSAGEM RECEBIDA AOS 07.03.2017 POR JANE RIBEIRO

O Livro do Conhecimento: As Chaves de Enoch®

O EVENTO FINAL