sexta-feira, 10 de outubro de 2014

VAMPIROS PSÍQUICOS - COMO RECONHECER UM E O QUE FAZER SOBRE ISSO


VAMPIROS PSÍQUICOS 
COMO RECONHECER UM E O QUE FAZER SOBRE ISSO



Todos que estão lendo este artigo provavelmente tiveram uma experiência com um vampiro de energia vivendo no tipo de sociedade que estamos hoje, todos nós enfrentamos isto em diferentes níveis.

Quer se trate de um relacionamento onde você estava tão manipulado que começou a questionar sua própria sanidade, tendo mantido o controle em cada momento porque essa pessoa estava convencendo-o que o céu era realmente roxo ou simplesmente que um amigo ou colega de trabalho não era feliz nos momentos mais felizes de sua vida, é uma sensação de ter suas energias, sua alegria natural e força de vida drenadas por alguém próximo, você pode senti-los deliberadamente ou acidentalmente minando e mutando seus arredores com negatividade.

A nossa principal missão aqui neste planeta é nos amarmos uns aos outros, juntando as mãos e a cabeça construímos uma vibração mais elevada para agitarmos trazendo tudo o que está faltando.

Este sentimento de energia sendo drenada deve ter começado em algum lugar, talvez proveniente de uma expectativa geral de que a outra pessoa (o vampiro de energia) compartilhasse este sentimento desta missão de exaltação mútua.

A atual estrutura social foi construída sobre a ideologia oposta ao dizer-nos inconscientemente, diariamente, desde o nascimento, que quando não obtemos a energia emocional que precisamos (que deve ser compartilhada) devemos então dominar ou competir com os outros, uma competição inconsciente pela energia subjacente a todos os conflitos de vampiros de energia.

Ao dominar ou manipular os outros recebem a energia extra que eles pensam que precisam, é bom para eles, mas ambas as partes são prejudicadas no conflito, a verdade é sempre inerentemente ameaçadora pois nunca devemos controlar, dominar ou manipular qualquer pessoa ou situação, cada pessoa tem uma linha direta com a fonte de energia, a fonte mais abundante e poderosa de energia que existe.

Os diferentes tipos de vampiros psíquicos e como você os vê.

Pobre de mim: estão nos fazendo sentir culpados e responsáveis ​​por eles.

Esta é aquela pessoa que se você tiver uma gripe ela teve uma muito pior antes do que você ou até mesmo é aquela que está constantemente em um mau relacionamento, uma situação financeira ruim, ou alguma aflição pairando acima, não é coincidência que os que não foram despertados para a sua fonte também estão doentes, sem dinheiro, sem sorte, sem amor ? Ou será que é uma coincidência afinal ?

São essas pessoas que eu vejo mais frequentemente, mas também são os menos nocivos pois a maioria está fazendo isso de um modo não malicioso e, na maioria das vezes, de um ponto de vista inconsciente, embora eu já tenha tido experiência com alguns, isto é a ponta do iceberg das camadas táticas de manipulação para mantê-lo como sua vítima constante e hospedeiro, quando você não apareceu na sua festa de piedade isso estará em pleno andamento com o seu arsenal de viagens de culpa para tentar sugar energia e atenção.

Tente manter sempre em mente que esta atitude: “pobre de mim” simplesmente acontece por não receber amor suficiente do seu próprio interior.

Sugando a energia de longe: mostrando indiferença

Esta é aquela pessoa que é muito legal na escola ou no trabalho, indiretamente sem dizer nada fazem você questionar se tudo o que você está fazendo deve ser comemorado, eles chafurdam na sua indiferença apenas o tempo suficiente para afetar psicologicamente os seus processos e de tabela atraírem sua atenção para eles em vez da sua fonte original de alegria, esse é o cara que está completamente em silêncio mas revoltado com a sua elevação ou porque só você teve a lição incrível que aprendeu na vida e quer compartilhar, há também um sentimento de um modo sifão em que você está servindo eles, porque a sua tática principal é parar o seu fluxo de energia como mecanismo de controle.

Interrogadores: drenam a energia julgando e questionando

Essas pessoas são aquelas que estão incessantemente e persistentemente com a necessidade de ter razão a todo custo, isso pode ser em algo que é de conhecimento geral ou somente para contrariar o que você está dizendo, basta uma redação diferente ou imprecisa, são aqueles que estão constantemente pisando em seus calcanhares para tentar obter um imaginário passo (inexistente) à sua frente, cortando-o e tentando provar que está “errado”, seu objetivo é o controlar ou impulsionar o ego uma vez que isto é proveniente de insegurança, sua tática é formar uma separação mental da verdade universal ou fazê-lo questionar a sua bússola interior para que eles possam ter o controle sobre você, sobre eles mesmos e sobre a situação ao redor.

Intimidadores: roubam a energia dos outros pela ameaça ou medo

Na minha opinião esta é a incorporação do vampiro mais profundo ou o mais sofisticado, esta pessoa precisa chegar perto o suficiente para conhecer seus medos pessoais para usá-los contra você, isto é muito primitivo, é uma tática de cérebro reptiliano que se você estiver com medo então eles seguram o volante, suas decisões e sua energia vital, essa tática não é usada de forma sutil, muitas vezes segue junto com um sistema de suborno, por exemplo: se você não fizer isso você vai comprometer sua segurança ou a de outro, mesmo que você não goste você faz, ele é muito mal-intencionado, muito deliberado, ele se mostra no espelho de maneira confortável ou qualquer outra situação em vez do medo, na minha opinião a distancia ou ignora-lo é a melhor atitude para este tipo.

Naturalmente a próxima pergunta seria:

Como posso me proteger dos vampiros de energia ?

Eu sempre uso este sistema fácil de três etapas:

1: Tente elevar o vampiro para uma vibração mais elevada.

Tudo vem do amor ou é um grito de amor, se uma pessoa está tentando sugar energia de você ela está a procura de amor, que é o sentimento de conexão com a sua própria fonte, então lembre-os disso, seja através de um ato de bondade ou simplesmente oferecendo palavras bondosas para a sua situação, esta técnica funciona melhor para os tipos: “pobre de mim”.

2: Se eles são resistentes ao aumento de vibração, você sempre pode se proteger:

Se você tentar oferecer-lhes amor e eles resistirem a esse processo você sempre pode entrar em modo de proteção, a maioria das pessoas vê isso como a construção de uma parede, ou desviam sua atenção, ou visualizam uma bolha de luz branca ao seu redor, embora eu ache que a visualização é útil porque traz de volta a sua própria linha de conexão e lembrança de que você é uma poderosa extensão da Fonte.

Da minha perspectiva, isto é apenas um band-aid sobre uma casca uma vez que é apenas uma correção temporária para a situação onde você pode ter sempre essa pessoa ao seu redor, a situação fica pegajosa porque temos expectativas e são expectativas compreensíveis e universais, essa expectativa é a de participar na construção e aceleração da consciência coletiva, fizemos um acordo e é muito bom compartilharmos as boas vibrações com outras pessoas ajudando a elevar a humanidade para a ascensão.

Quando um vampiro começa a minar sua energia abertamente, em vez de juntar-se na elevação da frequência, isto acontece apenas porque baixamos nossa vibração pela decepção, por causa de nossa reação ou ação, nós podemos parar este acesso ao não sermos uma vítima de nossa expectativa quando simplesmente esperamos o oposto desta pessoa (para continuar com o mesmo comportamento padrão de drenagem de energia), reconhecendo que isto é independente da nossa experiência pessoal.

Em seguida você pode entender que para ser atingido tem que estar na mesma frequência de um vampiro de energia até mesmo para se tornar seu hospedeiro.

Outra “tática” seria um exercício de cura, eu gosto de fazer quando estou ofendida ou me sinto decepcionada com alguém que está afirmando que estou mantendo uma falsa crença, acabo permitindo sentir-me decepcionada com esta pessoa, para começar eu sigo os detalhes do meu artigo “Como se proteger como uma empata”.

3: Corte os laços de comunicação ou simplesmente ignore-os:

Por fim, e digo isso porque eu realmente acredito que estamos aqui como espelhos um para o outro para ajudar a curar um ao outro através do compartilhamento, se essa pessoa for persistente o suficiente para estar causando-lhe angústia mental e até mesmo física, então é hora de se separar dela mentalmente ou fisicamente.

Comece a se concentrar no tipo de relação que você gostaria de se cercar no seu ambiente e construa-a com as frequências que você gostaria de estar vibrando, isso indiretamente é um repelente de vampiro por duas razões: a primeira delas é que os vampiros precisa de uma reação ou a sua atenção negativa para continuar vampirizando-o, a segunda é que eles precisam estar na mesma frequência da vítima.

Na minha opinião é inútil tentar justificar a união com outros “contra” essa pessoa em um cenário cara a cara, bom e mau, porque vamos ser honestos somos multidimensionais, todos não são de todo bom ou de todo ruim, estamos apenas em diferentes níveis de cura e percepção, se você começar a se concentrar mais no que você quer e menos no que eles estão fazendo você vai se surpreender com o alivio dessas pessoas desaparecendo do seu convívio.

Quando você ouvir a sua bússola interior do coração, a sua conexão com a Fonte, você vai se surpreender com o “poder” que você tem “sobre” eles, porque a verdade é que não há um poder maior do que o outro, não há controle, só UNIDADE, apenas continue seguindo sua alegria.

Para resumir tudo isto, a dinâmica para qualquer situação de vampirização é bastante simples. Como você pode ver, eles começam tentando tirar a sua energia, você começa a sentir o drama desta tática de controle que temporariamente leva-o para longe do seu ponto de conexão com a Fonte, então quanto mais você entrar na vibração deles mais você baixa a sua frequência e mais “poder” você lhes dá.

Ninguém quer admitir isso, mas a verdade é que todos temos sido vampiros de energia em um grau ou outro porque fomos programados para ganhar energia através de traumas de infância e programação social em vez da abundância total da UNIDADE.

A escala e frequência com que realizamos o vampirismo é única para cada pessoa, mas o primeiro passo para a humanidade se curar é lembrar que nós e os outros não somos somente amados mas também um canal interligado a Universal Onisciente, Onipotente Fonte.

Devemos mergulhar profundamente e nos tornarmos conscientes das energias sutis que nos cercam tentando entender a falsa crença que está dentro do nosso subconsciente que nos leva a fazer isto.

Então, uma vez reconhecida, a substituímos pela verdade. Quando fazemos isso não existe outra coisa em qualquer tempo ou espaço senão a vontade de absorver estas saborosas, quentes, alegres frequências, irradiando e compartilhando aceleramos as frequências de todo mundo ao redor deste momento universal.

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/09/vampiros-psiquicos-como-reconhecer-um-e.html
Este artigo foi inspirado no livro “A Profecia Celestina”.
Por: Jocelyn Daher 
Fonte original: thespiritscience
Fonte secundaria: Observatório Cósmico


Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...