quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A ESPERANÇA DE PANDORA


A ESPERANÇA DE PANDORA
30 de Janeiro de 2014: Lua Nova em Aquário (21:40 GMT)
Sarah Varcas


Hoje a Lua Nova nos oferece criatividade de pensamento e a oportunidade de enxergarmos uma situação familiar através de uma nova perspectiva.

Se estivermos sentindo que uma área de nossa vida, ou a própria vida, está obsoleta e precisando de renovação, esta Lua nos oferece a possibilidade de um novo entendimento que pode ajudar-nos a atravessar os bloqueios e obstáculos criados pelo fato de insistirmos habitualmente no mesmo tipo de raciocínio que nos leva aos velhos caminhos de sempre.

Aqui temos a chance de pensar “fora da caixa”, ou simplesmente reconhecer que não havia nenhuma caixa para começarmos – nós é que a criamos para nos manter seguros – mas aquilo que no princípio era um refúgio acabou se transformando numa prisão de perspectivas rígidas e pontos de vista desgastados e ultrapassados.

E para continuarmos com o tema da caixa, esta Lua ocorre em conjunção com o asteroide Pandora.

Todos nós conhecemos sua caixa (bem, na verdade era uma jarra, mas a maioria a conhece como caixa, então vamos ficar com isto…). Ao abri-la, devido a uma curiosidade irresistível, Pandora deixou escapar os males do mundo que dela saltaram, mal lhe dando tempo de fechar a tampa e agarrar um dos seus conteúdos.

Este acabou se revelou como sendo Elpis, o espírito da esperança, finalmente libertado (segundo algumas versões do mito), para equilibrar as próprias coisas que criam a necessidade desse espírito. Curiosamente, o asteroide Elpis se encontra em frente a esta Lua Nova, enquanto Pandora se encontra ao lado dela. Então, o que isto tudo significa para nós?

Pandora não teve má intenção ao abrir a caixa. Foi a curiosidade que a levou a fazer isso. Já lhe tinham dito para não fazê-lo e isto a deixou mais intrigada ainda. Ela queria saber o que havia ali e acabou convencendo a si própria que aquele não era um aviso para ser levado a sério.

Todos nós fazemos isto. Nós nos persuadimos de certas coisas ou as negamos de acordo com nossos diversos desejos. Queremos estar seguros, então inventamos centenas de motivos para provar que aquilo que realmente desejamos fazer, mas que traz algum risco, é uma péssima ideia.

Ou queremos fazer uma enorme mudança e minimizamos seus riscos para justificar nossa decisão de fazê-la a qualquer custo. Não queremos que nossas crenças sejam desafiadas, então nos rodeamos de pessoas que compartilham nossa visão do mundo. Ou apreciamos os desafios e discussões e assim nos colocamos no meio daqueles que não a compartilham.

Às vezes, as decisões que tomamos abrem a Caixa de Pandora e mais tarde acabamos constatando o quanto fomos insensatos. Outras vezes, a caixa já havia sido aberta e nossa decisão é o elemento que finalmente liberta a esperança e permite que ela volte ao mundo mais uma vez.

As consequências pesadas das decisões que tomamos podem nos oprimir se assim permitirmos, pois toda ação, pensamento e palavra provocam um efeito. E se nos aprofundarmos demasiado em suas complexidades, nunca faremos nada, por medo de suas repercussões.

Mas, se nos lembrarmos de que a esperança vive onde os desafios vivem, podemos ultrapassar a noção preta e branca de certo e errado, em favor de um ponto de vista mais aceitável – que quando as coisas não saem do jeito que havíamos planejado, isto não é o fim do mundo, pois é então que a esperança aparece.

Muitos de nós tivemos a experiência de não conseguir o que queríamos e mais tarde perceber que as coisas começaram a fazer mais sentido desse modo. A vida tem seus próprios planos e se os nossos correm no sentido contrário aos dela, podem não ter sucesso.

Nesta Lua Nova, a esperança brilha intensamente, lembrando-nos que nem sempre sabemos o que é melhor, por mais que sintamos que estamos certos. E que a intrincada tapeçaria do plano da vida para nós geralmente só é plenamente apreciada depois que a vivenciamos e observamos suas diversas peças se encaixando em seus devidos lugares, no devido tempo.

Ao fazermos isto, a esperança pode manter vivos nossa fé e comprometimento. E isto revela exatamente o que a perspectiva desta Lua Nova nos traz: a promessa da possibilidade que não conseguimos reconhecer anteriormente; a dádiva do potencial que não havíamos identificado antes.

Há novas perspectivas a serem apreciadas agora e esta Lua nos lembra que, por mais que tenhamos nos afastado de onde gostaríamos de estar, a esperança se afastou junto conosco e pode ser acessada a qualquer momento para reestruturar nosso mundo e nos lembrar que a maioria das coisas raramente é exatamente o que parece…

Feliz Lua Nova a todos!

Sarah Varcas

Por favor, respeite todos os créditos
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/a-esperanca-de-pandora.html
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
http://astro-awakenings.co.uk/30th-january-2014-new-moon-in-aquarius-2140-gmt
© Sarah Varcas. Todos os direitos reservados. É dada permissão para compartilhar livremente este artigo em sua totalidade, desde que seja dado todo crédito ao autor. E que seja citado o site onde este texto é oferecido gratuitamente: www.astro-awakenings.co.uk.
Grata Vera!

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA - PARTE 392


O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA 
PARTE 392 - A LUZ
Os Companheiros Constantes 
Canal: Aisha North
28.01.2014


A crescente atividade no céu também irá induzir alguns processos aumentados dentro de todos vocês. Não estamos nos referindo a todos esses lamentos físicos temidos e gemidos que seu corpo está apto a realizar.

Pelo contrário, estamos nos referindo às atividades que estão, todas ansiosamente sob a forma de uma ligação mais profunda, não só com os aspectos que ainda tem que conhecer, mas também com o resto da criação.

Por enquanto, estas portas há muito tempo escondidas, começarão a ranger lentamente quando forem lentamente abertas uma por uma, começando a mostrar vislumbres de Luz onde antes nada via além de vazio. 

Queremos dizer que, em cada descrição da palavra "Luz", para a luz que começará a distinguir, virão em varias formas e nos aventuramos adivinhar que, depois disto, já não irá pensará em Luz como sendo meramente uma maneira de iluminar o ambiente.

Achamos que começará a perceber o que de fato seu significado, pois é muito mais do que uma partícula ou uma onda e, de fato, as duas condições que seus cientistas costumam definir. A Luz é variável, na verdade é muito mais do que isso, podendo ser comparada a uma entidade viva e muito inteligente.

É muito mais do que o oposto das trevas e muito mais do que a presença de algo que possa ser visto.

Também é portadora de mundos inteiros de conhecimento e informação e, sim, queremos dizer mundos como este que atualmente está habitando. Como dissemos antes, o conceito de massa é apenas uma ilusão, um truque da luz e, depois, em breve, começará a conhecer a essência do que podemos dizer agora.

Vamos dar na forma de pequenos fragmentos de informação, alguns talvez até denominados desinformações, pois não somos os únicos a lhe dar respostas definitivas. 

Para o desespero de alguns, ainda assim, tudo isso é parte de um plano geral muito falado. Vocês aqui são os exploradores em ordem para que verdadeiramente recuperem a grandeza e glória, na verdade, encontrar uma maneira de entrar nessa grandeza por sua própria vontade.

E como tal, serão solicitados a alcançarem qualquer resposta que possa procurar nas profundezas, sim, elas estão todas lá para serem encontradas, se optarem por fazer isso. Não é simplesmente um truque para nos dar uma margem de manobra sem qualquer compromisso. Este é simplesmente o nome do jogo, como quiserem.

Veio aqui para lembrar, a fim de ressuscitar não só a vocês mesmos, mas este planeta também das garras do medo e desespero e esse poço profundo em que a humanidade impotente se arremessou.

Assim como alguém andando com muletas por um longo tempo, sua mente dirá que continue usando essas muletas, mesmo depois que tenha ficado forte o suficiente para andar livremente sem elas.

E quando dizemos muletas, claro que nos referimos ao antigo paradigma e ousamos dizer, pela pura noção da necessidade de serem resgatados por uma missão de resgate externa, sob a forma de algumas tropas entusiasmadas, varrendo tudo para numa completa mudança colocar tudo de volta, novamente em ordem, enquanto assiste timidamente de um canto qualquer, como uma donzela tímida em um torneio.

Bem, este não é um jogo, nem um torneio, é simplesmente uma lição no cultivo da volta à sua antiga glória e, como tal, isto não é de nenhuma forma um esporte para espectadores.

Sabemos que nossas palavras são cansativas e irritantes para alguns que, às vezes, remam contra a maré, embora estejamos simplesmente tentando lembrá-los de sua antiga glória, para torná-los prontos e ansiosos para recuperarem essa glória, abrindo-se para o conhecimento que está por trás desses compartimentos aparentemente à prova d'água, muito bem colocados pela mente humana.

Sim, podem parecer impenetráveis e inatacáveis, embora sejam tão reais quanto ao resto da ilusão que vê ao seu redor. Assim, de repente a ilusão parece ser a única realidade em que pode confiar. 

O fato de que é uma onisciente e sábia alma, profundamente conectada com a vastidão da criação, parecerá ser não mais real do que a ilusão apresentada em seus filmes.

Mas, na verdade, o oposto é a verdade real, embora este interruptor percebido como real e que é percebido como mera ilusão ou ilusão sejam difíceis de serem mantidos e isso é porque o mantemos empurrando e cutucando com nossas palavras e com a energia que estas mensagens contêm.

E isto é porque a luz o está mantendo a fazer o mesmo. Esta luz que mencionamos no início desta mensagem é um fato interessante, não é simplesmente o que vê, quando aperta um botão ou um interruptor em um quarto escuro com a finalidade de iluminar seu interior. É algo muito mais complexo e, por isso, também servirá para empurrar e produzir em você a sensação de que está presente não apenas como uma presença visível.

Em outras palavras, a luz a que nos referimos é aquela que não pode ver, pois como já mencionamos, o espectro visível da luz, de acordo com o olho e na verdade do cérebro humano é extremamente estreito, de forma que apenas verá uma pequena tira do mesmo.

Mas agora que será inundado com a largura total da banda, se permitir, essa Luz começará a falar consigo em todos os aspectos. Especialmente durante a noite, quando não haver nenhuma luz visível, estará cercado e com efeito banhado por ela, que incidirá em todas as cores e formas, como mencionamos anteriormente.

Então, às vezes, poderá se encontrar quase saturado por ela. Dizemos isto para fazê-lo entender que estas formas de luz certamente irão se comportar de maneiras ainda não experimentadas e, como tal, poderão desencadear remanescentes de medo em alguns de vocês. 

Por lhes parecer "estranhas", quando estiver exposto, talvez muito vezes durante a noite, será fácil concluir poder tratar-se de algo "escuro e sinistro" acerca desta Luz invisível. E então possa pensar que deva ser alguma forma de escuridão desconhecida, ao invés de algo breve.

Lembramos para que permaneça centrado e seguro, sabendo que de todas as maneiras estará protegido e que o único "perigo" que poderá encontrar, será sua mente tentar envia-lo num acesso de medo por estar incerto quanto à forma de conviver com estas novas frequências e "sentimentos muito estranhos".

Então a única coisa que precisará fazer, é literalmente avançar para essa Luz com sua Luz e, então, irá encontrar-se sendo cumprimentado por algo que percebe ser um amigo há muito tempo perdido.

Sua luz é a única orientação que irá precisar e, contanto que se lembre de segurá-la elevada, nunca irá afastá-la, não precisando temer cair em temor. 

Sua mente sempre tentará protegê-lo, sempre que encontrar algo desconhecido e fará disparando seus próprios sinais de perigo inerentes no primeiro cheiro de algo que o faça sentir-se "fora de padrão", algo que não seja familiar.

Tudo o que precisará fazer é ser a luz em todos os momentos e, então, verá o o seu significado e propósito. 

Também meus queridos, nunca tenham medo de que possa haver alguma escuridão invisível à espreita nos cantos. Mesmo porque a escuridão nunca poderá se sobrepor a sua própria luminosidade, nem em qualquer outra forma de luz e, desse modo, nunca poderá permanecer sempre na sua frente.

São seres soberanos, todos, cabendo a cada um escolher com o que deseja interagir ou não. Poderá demorar algum tempo a se habituar a essa "nova luz", porem de ela não avançará além do que o permitir.

Poderá ser "agressiva", sob a forma de fazer sua presença conhecida, mas não atravessará as fronteiras erguidas e "invadi-lo" de alguma maneira. Simplesmente irá esperar até que seja convidada.

Todavia, o deixará saber que ela está lá, batendo de vez em quando, até optar por aceitar seu convite por um tempo. Como vê, está aqui para ajudá-lo, e a ela foi ordenado a fazê-lo pelo poder que atravessa toda a criação, mas que não poderá fazer contra sua vontade.

Como dissemos antes, na verdade, será para cada um de vocês escolherem a velocidade, a direção e a duração da sua viagem e que, desse modo, colocaremos todas as ferramentas disponíveis à sua disposição.

Optar por buscá-las e usá-las caberá a você. Todavia, esta nova ferramenta, esta luz de muitos nomes, é uma ferramenta que está ansiosa para ser colocada em uso por todos, que também estarão ansiosos para anunciar sua presença à sua volta. 

Então não se surpreenda se ouvi-la batendo na sua porta. Sim, ela poderá fazer durante as horas mais sombrias da noite, embora isso não signifique que seja um sinal de algo tenebroso, longe disso.

E quando estiver batendo, saberá do que se trata e atenderá a porta com sua Luz.
Então, estas diferentes formas de Luz saberão como falar numa língua que também irá entender.

A Luz falará na linguagem do Amor, a única linguagem que ela sabe.


Por favor, respeite todos os créditos.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/o-manuscrito-de-sobrevivencia-parte-392.html
Aisha North – Channelingsand Words of Inspiration
Fonte e Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge 

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA - PARTE 391


O MANUSCRITO DE SOBREVIVÊNCIA 
PARTE 391
Os Companheiros Constantes
Canal: Aisha North
24.01.2014

Já passou por inúmeras ocasiões, sofrendo com a ilusão de estar estagnado e estamos bem conscientes de que esta é uma fase muito desgastante para todos. Usamos a palavra ilusão de forma intencional, pois realmente nunca esteve sofrendo por falta de progresso, longe disso.

Mas, como o cérebro humano ainda é muito limitado em sua capacidade de registrar o progresso de outra forma que não esteja habituado, até agora, na sua longa linha de existência humana, às vezes, ainda é bastante desafiador fazê-lo entender que o que pode ser interpretado como um impasse, ou mesmo um passo para trás, na verdade é nada mais do que um gigantesco salto para a frente.

Vamos explicar.

Como muitas vezes falamos anteriormente, a humanidade tem sido posta dentro de limites restritos em todos os tipos e formas, incluídos aqueles que implicam na utilização de sua percepção sensorial. Como já sabe muito bem, a gama da capacidade humana, comparada ao que já aprendeu sobre o escopo da existência, é de fato, extremamente superficial.

Se mencionarmos apenas um conceito, como o da visão, sabe muito bem que o olho e o humano parecem capazes de processar apenas uma pequena fração da largura da banda de frequências com qual a luz é emitida. Apenas acrescentamos, dizendo que este alcance é de fato bem maior do que aquele que a humanidade tem determinado como seus instrumentos construídos por seus cientistas, não importando quão intricados sejam. Um fato também decorrente da falta de habilidade de como determinar o verdadeiro alcance daquilo que é emitido na forma de ondas de luz.

Vê apenas o que está programado para ver e, até agora, esteve bastante limitado, valendo o mesmo para todas as suas outras capacidades sensoriais. E, assim, tudo que vê é apenas uma pequena fração infinitesimal do que recebe.

Assim, não é de admirar que não seja capaz de discernir sobre o mundo a sua volta, não comunicar o que está acontecendo. Nem você, nem o resto do mundo sabem do que são capazes de detectar através de seus sentidos. E assim, facilmente caem em desespero com sua paciência, caindo a um limite extremo.

Não o estamos criticando de nenhum modo, estamos simplesmente apontando alguns fatos para melhor ajudá-lo nesse processo e, por isso, gostaríamos de gastar algum tempo apontando para algumas ocorrências que passam despercebidas pela maioria de vocês.

Com o tempo, isso será algo que todos serão capazes de sintonizar em uma base regular mas, como já mencionado anteriormente, o "arraste" que toda a experiência provoca numa sequencia de eventos, levará algum tempo para ser registrado integralmente por seus sistemas. E assim, todas as mudanças que acontecerão, poderão ser extremamente profundas, deste modo, demorando algum tempo antes de infiltrar-se em sua consciência.

A mente humana não é nada se não tenaz e, assim, mesmo quando é colocada ante alguma mudança clara e bem definida, ainda tentará recusar essa idéia em si mesma e assim, continuando na mesma linha por algum tempo, antes que realmente aceite as novas leis da natureza.

Usamos esse conceito com a intenção, de todos irem se acostumado da uma vida que está, em todos os aspectos, regida por aquilo que julgam ser leis imutáveis​​, como uma "lei da gravidade", o conceito de tempo, a velocidade da luz e tantas outras "regras" e "leis" que consideram como imutáveis, como se escrito em pedra.

Portanto, quando uma mudança acontece e que altera esses conceitos, sua mente humana simplesmente a descarta como impossível, nem dando tempo para tentar refletir sobre os fatos com que é apresentada.

Isto é simplesmente uma parte natural da vida de um ser humano e, como tal, não é algo que venha como uma surpresa para nenhum de nós. Pelo contrário, tem sido um fator bem definido desde o início deste processo e, assim, a necessidade de mantê-lo informado sobre as mudanças reais que ocorrem, foram escritas para este plano desde o início.

Não consegue ver a maioria das mudanças ocorrendo, simplesmente porque seu cérebro se recusa a reconhecê-las. E o faz, porque foi treinado neste sentido. Então, o que todos tem a fazer, é com que seus cérebros desaprendam alguns dos velhos truques adquiridos.

Em muitos aspectos é como treinar algumas partes de seu corpo, como talvez um pequeno músculo de algum lugar que nem sabia que existia e como tem estado em desuso por algum tempo, se acostumou a não ser utilizado. E assim, precisará ser persuadido em se tornar uma parte vital do seu corpo, mais uma vez e, como de costume, poderá em primeiro lugar ter um preço a pagar.

Como sabem muito bem, qualquer coisa não usada, simplesmente começará a se debilitar e quando for colocada novamente em uso, irá reclamar muito e por vezes fazer bastante barulho, como aquele músculo dormente, após ser exigido, ao começar a exercer novamente suas habilidades, após uma longa e agradável pausa.

Podem encontrar nestas palavras um pouco de irreverência talvez, todavia, não estamos dizendo isso para fazê-los se sentir como sub-empreendedores de alguma maneira.

Estamos simplesmente lembrando que têm à disposição um conjunto de ferramentas que ainda terão de descobrir e colocar em uso e que já estão todas aqui, prontas para serem retiradas das antigas teias de aranhas em que foram mantidas por eras e, como tal, terão o que for preciso, embora tenham que levar algum tempo para entenderem o que realmente fazem e o que terão que fazer com elas.

Dispõe do que é preciso para começar a acessar TODAS as informações que o envolve e que, na verdade, estão dentro de você e quando fizer, começará a ver, ouvir, conhecer e compreender de um modo muito novo.

Então, verá muito além do que o conceito humano pode ver e começará a ouvir coisas que nenhum ouvido humano tenha sido capaz de discernir e aprenderá a entender as coisas de uma forma muito diferente do que tinha anteriormente compreendido.

Todos esses caminhos humanos que colocaram conhecimentos em sua cabeça serão substituídos e as vias de acesso ao conhecimento se tornarão muito, muito mais rápidas e, na verdade, muito mais precisas.

Então, não precisará ver as coisas com seus olhos, para em seguida seu cérebro processar os sinais e transformá-los em algo que sua mente possa perceber. Não precisará ir pelo caminho dos seus ouvidos, porque o seu cérebro também captará os sinais mais sutis emitidos, a partir de uma fonte, redes, descobrindo que está conectado a tudo o que existe e, como tal, os sinais sutis e comunicações que permeiam tudo, estarão ao alcance de sua voz. Então, será capaz de captar as mínimas mudanças a sua volta e de perceber essas mudanças a que nos referimos.

Então, verá que a luz que incide em sua atmosfera proveniente de seu vizinho amigável o Sol, já não é a mesma luz que costumava ser. Mudou de uma forma muito notável, de modo que sua própria composição já não corresponde à antiga. Mudou de tal forma que por sua vez está mudando tudo que ilumina.

Não, isso não tem nada a ver com o que se refere como "aquecimento global" ou o esgotamento de sua camada de ozônio. Estamos nos referindo a sua própria maneira em que interagem uns com as outros, de modo que a própria composição e, na verdade, a "temperatura" dessa luz mudou muito, para partículas muito mais leves.

Quando dizemos temperatura, não nos referimos à forma que medem com seus termômetros. Estamos nos referindo ao comprimento de onda incidente, ou seja, a parte do espectro a que ela pertence que passou por uma mudança muito sutil, embora com consequências de longo alcance para todos.

Não, não são negativas, estamos nos referindo a mudanças que envolvem partes de seu DNA dormente a serem ativadas. Este efeito gatilho será, em grande parte, aquelas emissões que vê - e de fato que não vê - sendo irradiadas para baixo numa base diária a partir de seu Sol.

Partículas que penetram não só na sua atmosfera, mas na verdade na essência do seu planeta, compostas de tal forma, que realmente irão definir todo interruptor dormente codificado em seu DNA para LIGADO.

Na verdade, esse processo vem acontecendo já por algum tempo embora, ultimamente, fosse aprimorado de tal forma que agirá como uma verdadeira reação em cadeia, a acelerar todo este processo de forma exponencial.

Além disso, existem outros fatores neste trabalho que o estão ajudando muito nesse processo de mudança de um ser humano da "velha escola" e para o novo ser humano. A versão ilimitada de você, onde suas habilidades de interagir e entender tudo que estiver ao seu redor, será muito maior.

E sim, já percorreu um longo caminho neste processo embora, por enquanto, seus velhos sentidos humanos ainda estejam no controle, quando se trata de que tipo de informação que seja capaz de acessar.

E, assim, deixa de perceber o novo, porque ainda está a ser inundado com muitos sinais do antigo. E assim, o novo parece inexistente, quando o que realmente está acontecendo é que todo o velho está saindo da existência. Todavia, como já dissemos antes, não sem antes fazer muito barulho, quando sai pela porta pela última vez.

Portanto, saiba que já está bastante imerso no novo, literalmente inundado em todos os tipos de informações interessantes e onde não está mais aquém, fora do circuito de nenhuma forma. Mas, para que seja capaz de usufruir de tudo isso, precisa encontrar seu caminho através deste velho e barulhento labirinto e, metaforicamente, ligar seus olhos e ouvidos, para ser capaz de melhor captar as imagens e sons do novo.

Por enquanto, ainda está muito voltado e focado no velho ruído e informações, que estão tão treinados para captar e a inclinação natural de seu cérebro é a de desconsiderar qualquer coisa que não se enquadre nessa categoria.

Pegando nestes primeiros fios tênues que marcam uma nova conversa acontecendo entre você e o resto da criação será uma tarefa difícil. Sim, já está participando muito nesta conversa como, aliás, o seu corpo físico e as partes de sua consciência não definida pela porção humana, já são membros muito ativos desta enorme congregação de novas vozes.

E assim, ao longo do tempo, muitos pegarão pedaços dessas discussões e interações em curso, embora sejam de um calibre muito diferente daquelas com que estão acostumados a participar, na sua maioria passarão despercebidas ou irão senti-las como fragmentos de sonhos ou apenas uma espécie de alucinação. Todavia, acredite quando dizemos que são muito reais de fato, muito mais reais do que a chamada realidade de seu dia a dia.

Estamos falando do fluxo interminável de informações na forma de vibrações ou frequências de luz em que já está imerso e, como tal, muito longe da densidade mais baixa, forma baseada no medo de comunicação que o amarrou em um nó, numa base regular.

Estamos falando de uma "conversa" de tal leveza, de luz em todas as formas e feitios, em todas as cores e nuances, que alguns poderão pensar que isto soe tão frágil como o mundo da ilusão a que nos referimos anteriormente, embora deva lembrar-se que a matéria não é um sinal da realidade, pelo contrário, é um sinal de energia manifestada através da consciência.

E agora, todos serão convidados para entrar em sintonia com uma realidade que até agora ainda não se manifestou e, como tal, esta realidade parece ser uma ilusão. Embora não seja menos verdadeira, porque ainda não pode vê-la. Está lá, em toda a sua glória embora, como um ser humano, ainda precise de algum tempo, antes que possa vê-la com tudo aquilo que é.

Através de seus olhos ainda muito humanos, tudo o que viu até agora foi o estado lastimável da ilusão que foi criada a sua volta por muito, muito tempo atrás, visão que se sobrepõe à verdade que já está aqui, embora ainda escondida da sua visão.

Então, não se desespere por aquilo que não vê, pois isso não significa que não exista. Pelo contrário, alegrai-vos no fato de que o que vê ao seu redor é simplesmente o último remanescente da velha ilusão já começando a desaparecer.

Lembre-se de ligar seus ouvidos e olhos, se necessário, para que estes últimos remanescentes da velha ilusão não continuem a prejudica-lo na busca de verdadeiramente ver o novo.

Levará tempo e dedicação para anular os sinais do velho e, assim, simplesmente pedimos para deixar de acreditar que ainda não pode ver, acreditar que é realmente capaz de ver tudo. E então, dará a abertura que precisa para realmente começar a encontrar as ferramentas que irão desbloquear todas essas habilidades a muito tempo perdidas, para se tornarem vistas por todos.

Por favor, respeite todos os créditos.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/o-manuscrito-de-sobrevivencia-parte-391.html
Aisha North – Channelingsand Words of Inspiration
Fonte e Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge 

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

UMA BREVE ATUALIZAÇÃO NAS ENERGIAS


UMA BREVE ATUALIZAÇÃO NAS ENERGIAS
Os Companheiros Constantes
Canal: Aisha North
26.01.2014


Como já perceberam, estamos num curto período de calmaria nos procedimentos e, talvez, não muito cedo possa se repetir. Estes últimos dias foram marcados por um enorme afluxo de energias, nunca antes visto neste seu pequeno planeta.

Isso também é algo que está se tornando visível, não só pelos seus cientistas, como também pelo olho destreinado. Seu mundo começou a receber alguns sinais do espaço profundo, que foi enviado há muito tempo atrás de acordo com suas medições e agora, eles estão atingindo suas fronteiras pela primeira vez na história.

(*)Não estamos nos referindo a qualquer coisa que possa ser considerada uma mera coincidência, pois como temos sempre dito, tudo acontece quando chega a hora certa para que aconteça e este, também é o caso. Então, se levantar os olhos para o céu, verá um pequeno ponto de luz que não estava lá há alguns dias, mas que agora, parece que está se tornando cada vez mais visível, como um sinal que foi enviado com algum propósito há muito tempo atrás e que, agora, vem para cumprimentar a todos.

(De Aisha: Os CCs devem estar se referindo a supernova M82, sobre a qual poderá ler mais aqui: http://www.spaceweather.com/)

Não estamos nos referindo a qualquer tipo de desastre, de nenhuma forma. Trata-se de apenas de algo que seus cientistas chamam de supernova, mas que gostaríamos de nos referir como uma saudação.

Um sinal de que algo muito mais importante do que esta pequena saudação celestial está a caminho. E antes que encham suas mentes com imagens da longa linhagem de filmes-catástrofes, que seus colegas humanos gostam de saturá-los em uma base regular, é preciso acrescentar que do que estamos falando, não é nada disso.

Não estamos nos referindo a um objeto sólido que esteja pairando no céu acima de seu planeta, lançando longas sombras, de aspecto sombrio e tenebroso que possa pensar.

Estamos falando de um fluxo de partículas energéticas, como aquelas que estão incidindo em sua direção a partir de seu vizinho - o Sol.

Estamos nos referindo, de fato, de que se trata do mesmo tipo de "substância”, na forma de partículas carregadas com energia, embora estas partículas procedam de uma fonte muito diferente e isso terá um efeito ainda muito mais profundo em todos vocês. Não como numa queda, como talvez tenha sentido nesses últimos dias.

Estamos nos referindo a um tipo de partículas que, literalmente, irão carregar seu motor na forma de circuito energético e, portanto, irá permitir que realmente se tornem, mais uma vez, totalmente conectados.

Portanto, tome algum tempo para respirar profundamente e levar algum tempo para voltar e reavaliar pelo que já passou nesta última semana e pensamos que, de fato, começará a ver as coisas na forma de uma Luz muito nova. 

Talvez, até mesmo tome algum tempo para voltar e ler algumas das mensagens enviadas durante este mesmo período, bem como, para como dissemos no início deste sequencia de mensagens, das muitas coisas que se encontram nas suas entrelinhas.

Então, ao tentar refazer seus passos - e na verdade um pouco dos nossos - começará a ver algo novo surgir, tanto de uma forma interior como exterior.

Na verdade, existe muita coisa acontecendo agora em todos os níveis, todos estão duramente pressionados para tomar mais do que meros fragmentos de uma vez. Ou seja, a sua parte humana, às vezes, talvez esteja lutando poderosamente, embora o resto de seu ser esteja usufruindo de tudo e saboreando profundamente.

Pois será como maná do céu em todos os sentidos da palavra e, por isso, mesmo que ache que nesta última semana tenha havido de tudo acerca de sobrecarga física, fadiga e até mesmo exaustão, francamente dizemos que tem sido exatamente o contrário, se olhar pela nossa perspectiva. 

Vemos a imagem completa e vemos como essas antigas e latentes partes suas estão começando a despertar, esticar e bocejar e, literalmente, serem bem-vindas na nova Luz.

E, como tal, o que o levou à beira da exaustão, igualmente o conduziu para o limiar do despertar completo e total. Então, olhe para frente e para cima, embora também não se esquecer de olhar para trás, para ver melhor o que pode ter perdido nas vezes anteriores. Ou melhor, para ver o que realmente lhe foi dado e o que recebeu, na própria essência do seu ser.


Por favor, respeite todos os créditos
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/uma-breve-atualizacao-nas-energias_27.html
Aisha North – Channelingsand Words of Inspiration
Fonte e Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge 

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

VOCÊ SABE O QUANTO É ABENÇOADO?


VOCÊ SABE O QUANTO É ABENÇOADO?
Mensagem de Jeshua ben Joseph 
Através de Judith Coates
27 de Janeiro de 2014


Amado, quando você pensou primeiro em criar, deixou uma parte sua, uma consciência sua, que está ainda com você. Você disse: “Eu quero criar. O que eu posso criar?” E você criou todos os mundos, todos os cenários, tudo o que pode imaginar nesta vida e mais, porque você queria conhecer a sua capacidade criativa.

No início, as suas criações foram referentes ao amor e à Existência do Ser. Então, mais tarde, a Energia criativa desejou saber o que mais poderia haver, o que poderia ser diferente do Amor. Assim, você começou um experimento.

Você queria saber: “Como é estar completamente imerso em minha criação e ser criativamente desafiado pela criação de outra pessoa?”

Você passou por encarnações onde planejou uma forma e alguém, aparentemente separado de você, planejou uma criação que veio e destruiu a sua criação, ou a desafiou de alguma forma. Isto está acontecendo ainda, como os relatos da sua mídia para você. Mas, você também chegou a um espaço onde está ascendendo.

Agora, tem havido muita conversa sobre a ascensão, muita conversa sobre a mudança da consciência da terceira dimensão para a quinta dimensão, e, realmente, os números não importam.

Alguns disseram: “Bem, o que aconteceu à quarta dimensão? Será que passei por ela durante o meu sono?”  - Bem, você pode dizer isto.

A quinta dimensão, como você a definiu, é o espaço onde você se encontra ascendendo na paz com você mesmo, com outros e com o que está acontecendo no mundo.

Quando você pode chega ao espaço onde reconhece que tudo acontece com o grande propósito de despertar, toma uma respiração profunda e permanece em paz, você permanece em seu próprio espírito e não no espírito mundano.

E quando você praticar, quando repetir que está no espaço da paz e da permissão, procurando as bênçãos em tudo, perceberá que é mais fácil retornar ao espaço do Lar e permanecer lá por mais tempo.

Você está então realizando a ascensão.

Agora, a ascensão de que se fala e que é tão desejada, será a ascensão da consciência coletiva. Ela acabará por acontecer eventualmente, mas será feita por uma pessoa – como você vê a individualidade – e por outra pessoa, por outra pessoa, de acordo com a sua própria escolha e com a agenda da sua própria alma.

E, eventualmente, quando se chegar ao reconhecimento de que há realmente somente UM de nós, então a consciência coletiva irá reconhecer: “Eu ascendi. Eu reuni todas as minhas partes e me lembrei da minha Unidade.” E então a ascensão será conhecida conscientemente.

Você já conhece a ascensão.
Você pode senti-la, pode imaginá-la, quando dela falamos.

Mas, viver neste espaço, o tempo todo, é ainda um pouco desafiador, pois o mundo virá e dirá:“Sim, mas como você se sente com as surpresas? Como você vence facilmente as surpresas e vê que, realmente, elas servem a um grande propósito?”

Eu vi que você tem expectativas – e expectativas fazem parte do cenário humano – quando estas expectativas não se manifestam exatamente, há então um período de julgamento, e você é muito rápido para julgar.

Eu conheço este sentimento. Quando pequeno, eu também tinha expectativas, expectativas do que a minha mãe, meu pai, o que a sociedade da aldeia estaria fazendo, e expectativas do que eu deveria fazer.

Mas, eu cheguei à conclusão de que estas expectativas eram somente temporárias e passageiras, e percebi que poderia superar as expectativas. Talvez se elas não fossem satisfeitas da maneira com que eu pensava que elas seriam satisfeitas, a maneira com que funcionou, foi melhor.

Assim, eu desisti de ter expectativas. Isto é difícil de fazer no reino humano, mas você pode fazê-lo, pode sentir a paz que decorre do fato de não ter expectativas, quanto a como as coisas deveriam ser ou como você deveria ser – ou a grande expectativa de como “elas” deveriam ser. Esta é aquela em que vocês fracassam com mais frequência.

Há algum tempo, você teria se apegado ao desapontamento da expectativa não ser satisfeita. Agora você observa e tem sentimentos em relação a isto, tem julgamentos em relação a isto e então diz: “Bem, deve haver mais com isto do que eu posso ver.”

E você pode avaliar quanto a com que rapidez você se move do julgamento para o espaço da permissão. Eu o vi fazer isto, onde você pode ter uma emoção muito, muito forte sobre algo, e então, depois de algum tempo, pode se perceber dizendo: “Bem, esta foi a minha expectativa com base na informação que eu tive na época.”

Quando recua, você pode ver a grande cena. Quando praticar, você se perceberá abençoado por uma dádiva que dá a si mesmo, a dádiva da paz, a dádiva da permissão, a dádiva da alegria, que diz: “Ei, isto é melhor do que eu pensei.”

Então, você chegou ao Lar – por um momento. Geralmente, isto não dura muito tempo, mas dura o tempo suficiente para que possa avaliá-lo, e pode se sentir feliz em relação a si mesmo e dizer:“Bem, e se eu fiz isto uma vez, talvez, eu possa fazê-lo novamente.” E isto se torna mais fácil a cada vez, porque você teve a prática e a experiência da permissão.

Há uma boa parcela de sabedoria que vem com os anos, se você o permitir, uma boa parte de sabedoria que vem quando um número suficiente de expectativas que não foram satisfeitas da maneira com que você pensava, e você teve que lidar com algo que foi realmente ainda melhor.

Mas, algumas vezes, você não vê a melhoria disto, até que entra no retrospecto e vê como tudo isto se encaixa. Isto, normalmente, requer um pouco de tempo e um pouco de sabedoria, então você permanece no espaço da permissão.

Você é muito abençoado por tudo o que cria, ainda que não pareça assim, no início.
Isto lhe permite crescer.

Ainda que o companheiro lhe diga: “Eu não o amo mais. Vá e encontre outra pessoa.” Mesmo que haja facções hostis de diferentes grupos políticos, e, talvez, você possa ser chamado para fazer parte disto, você pode recuar e ver a paz, em seu lugar.

Ainda que no emprego digam: “É o momento para a mudança. Estamos mudando tudo na estrutura deste grupo, e não precisaremos mais de você. Estamos substituindo-o por alguma tecnologia. Ela pode pensar com mais rapidez. Pode calcular com mais rapidez. Ela pode manter registros melhores do que você. Portanto, a sua posição não é mais necessária nesta companhia.”

E o seu primeiro pensamento é: “Oh, meu Deus, o que eu faço agora? Eu preciso ser necessário, preciso das moedas de ouro, porque eu prometi a outros que eu os pagaria com as moedas de ouro.” E assim há um momento em que você tem que ser muito criativo e ver: “Certo, onde mais eu sou necessário?”

Algumas vezes você percebeu que a melhor maneira de encontrar onde você é necessário, é se oferecer em um lugar onde, talvez, as moedas de ouro não são dadas. Você não precisa das moedas de ouro, mas precisa ser necessário. Você precisa servir. 

E assim, eu digo àqueles que possam estar em transição: encontrem um lugar onde possam servir. Mais tarde, as moedas de ouro virão até você.

Mas você pode constatar que ao servir, a troca de gratidão, a troca de ser necessário, a troca de ser digno – a auto-estima – são mais valiosos do que todas as moedas de ouro que você costumava obter do emprego anterior.

Sei que muitos estão passando por transições agora, onde há mudanças acontecendo.
E sei que muitos estão se perguntando: “O que trará o amanhã?” 

Mas eu lhe digo: o amanhã lhe trará aquilo que melhor lhe sirva, ainda que não pareça assim, à primeira vista. Mais tarde, você será capaz de olhar para trás e será capaz de ver a bênção nisto.

Muitas vezes, as bênçãos são bem visíveis. Elas estão bem a sua frente, como pela manhã, quando o sol vem saudá-lo. Talvez, ele não fique visível durante todo o dia, mas, talvez, ele venha saudá-lo pela manhã. Ou, talvez, você o veja no final do dia, no pôr-do-sol, e você verá as belas cores, pois tem olhos para ver.

Sabe que há muito tempo você não via todas as cores que você vê agora?

Logo no início em sua manifestação, a forma humana não foi projetada para ver as várias vibrações da cor. E em sua história – e até em sua ciência, se você puder retornar e pesquisá-la há muito tempo passado – tudo aparecia em sua criação como preto e branco e tons de cinza.

Então, parte de sua criatividade foi: “Como podemos mudar a vibração, de modo que vejamos de forma um pouco diferente?” 

E você então criou olhos que seriam receptores de diferentes vibrações.

A mesma coisa ocorreu com a sua audição. No início, a audição não estava sintonizada da maneira com que está agora. E você passou por um período em que a audição era mais sensível do que é agora, como você observa até agora com os seus animais. Mas foi considerado um grande incômodo ter mais vibração chegando aos ouvidos, e assim você a atenuou um pouco.

E você percebeu que, talvez, quando se adquire anos e sabedoria, algumas vezes a audição também muda, onde se pode ouvir não tanto exteriormente, mas interiormente, embora as pessoas possam não estar completamente felizes com isto e não possam ver isto como uma bênção. Mas, é com um propósito.

Neste dia e hora, há muito que você não vê. E isto é também com um propósito: de modo que você não fique oprimido pelas vibrações que estão ao seu redor. Você tem a tecnologia mais maravilhosa dos seus computadores que os conectam com irmãos e irmãs que você poderá nunca ver com os olhos físicos, mas pode se conectar com o que é chamado de internet e pode conhecer a pessoa pelo que está escrito.

As vibrações sem fio estão aqui com você, mas você planejou uma técnica de modo que não fique oprimido. Além disto, você tem algumas vibrações que o rodeiam de irmãos e irmãs; todos vocês estão vibrando com a vida. Todos vocês estão colocando a sua própria vibração. As plantas estão vibrando a sua energia vital. As luzes elétricas estão colocando vibração. Você está rodeado por vibrações.

Quando você se interiorizar, ao espaço da paz interior, encontrará a vibração, a frequência vibratória de seu reconhecimento desta paz. Você pode se sintonizar com ela, quando entra em sintonia com a música. Ela será o seu próprio tema musical, e isto parecerá familiar quando chegar ao espaço que é o seu próprio espaço.

Você sentiu isto quando esteve em silêncio e em meditação.
Você sentiu a sua própria vibração, seu próprio espaço.

E você sabe quando chegar novamente ao espaço que é o Lar, dentro de você, o espaço da paz que é seu.

Quando você está em silêncio, você chega a um espaço que realmente poderia ser equiparado a uma nota musical vibracional. Cada um de vocês tem a sua própria nota e, quando você está aí, não há nada mais. Quando você está no espaço que é você, no tom que é você, não há nada mais por um momento. É onde você vive, movimenta-se e tem o seu ser, aí, nesta vibração.

E sempre que o mundo bater a sua porta, você poderá retornar rapidamente ao espaço que é seu e apenas seu.

Agora, tendo dito: “seu e apenas seu”, há alguém que compartilhe este espaço, este tom com você?

Se, na Verdade, há somente um de nós – e eu lhe asseguro que isto é Verdade – sim. Mas não é apenas um único tom. É todo um amplo espectro de vibrações que é compartilhada como Um.

Você é, em essência, um tom, mas como a energia que você incorporou, você tem uma frequência vibratória, e ela muda. Você pode ver isto quando é feita uma fotografia da aura. Você vê a frequência vibratória ao seu redor e pode vê-la mudar até mesmo com os seus pensamentos. E a vibração dentro de você, muda também.

Você está sempre em movimento, o tempo todo. Até mesmo quando sente que está em paz e muito tranqüilo, você está ainda vibrando, porque tudo é energia. Você ressoa em uma determinada frequência, mas nem sempre permanece nesta frequência. Ela muda, momento a momento. Ela muda quando você conversa com alguém.

Você pode encontrar alguém e sentir: “Eu realmente vibro com ela. Estou realmente em ressonância com ela. Quando estou com ela, estamos em sintonia.” Sim, vocês estão. Vocês se conheceram no mesmo nível vibratório, e você sentirá isto com determinadas pessoas. Com outras, isto pode levar algum tempo, antes que alcancem o espaço da ressonância.

Você construiu nesta vida a oportunidade de conhecer a sua Unidade, de sentir a sua Unidade, de permitir ao corpo estar em sintonia com o mais belo pôr-do-sol. Você planejou isto desta vez. Você planejou outro momento em que não via as várias cores.

E eu lhe digo que chegará um momento em que você verá outras cores, das quais não pode nem mesmo sonhar agora. Você estará se movendo e fluindo em uma forma que você identificaria agora como cristal líquido – um belo cristal líquido vibratório, que flui.

Você irá mudar da base de carbono para uma base cristalina. Isto já está em andamento. Às vezes, há dias em que você se sente um pouco estranho, e isto é porque as coisas estão mudando. Não fora de você, mas dentro de você.

É um processo gradual, apesar de que há aqueles que querem apressá-lo, algumas vezes e eles usam várias substâncias que os colocam em um estado alterado, o que pode criar um pouco de confusão. É a sua tentativa para mudar aquilo que tem sido muito denso, com base no carbono, para algo que flui como o espírito divino que nós somos.

Você é abençoado por toda a natureza que você colocou ao seu redor. Você olha para as montanhas de onde vem a sua ajuda. Seu socorro vem do alto (uma consciência superior) e as montanhas significam isto para você.

Quando você eleva os seus olhos para o alto das montanhas, isto lhe permite elevar mais a sua consciência, reconhecendo que você pode estar no alto da montanha e pode estar no vale, olhando para si mesmo, no alto da montanha e vice-versa. Você pode estar no alto desta montanha, olhando para si mesmo no vale, e tudo é Um.

Você tem as águas correntes, a bem-aventurança da água que lubrifica o corpo e a vibração do corpo.

Você tem as águas fluidas e as criaturas que vivem nas águas, o peixe que nada e salta tão lindamente.

Você tem as árvores que lhe dão o oxigênio precioso que você precisa para respirar. Você as observa quando ele entra na flor e na folha, e quando as cores mudam e as folhas caem suavemente. E então, você sabe que na próxima estação, elas estarão retornando: novas folhas, nova extensão de vida.

Você está cercado por milagres.

Você pode amar aquele com quem tem mais dificuldade de conviver e, ao assim fazer, você reconhece uma capacidade que não sabia que tinha, uma capacidade de amar aquilo que nem mesmo gosta.

Então, você constata que: “Ei, eu posso amar esta pessoa. Eu devo ter uma maior capacidade para o amor do que jamais reconheci.”

E com isto vem um despertar onde você começa a perceber: “Você sabe, se eu posso fazer isto, talvez outros possam fazer isto, também. Talvez haja amor no mundo” E você sabe que há.

Quando eu fui pregado na cruz, eu vi os soldados, os centuriões, fazendo o seu trabalho. Nem todos eles queriam estar lá. A maior parte deles não gostava do que estava acontecendo. Mas, por causa do ensinamento de gerações, eles fizeram o que se esperava deles. Nos recessos de suas almas, não era algo que eles queriam fazer: torturar irmãos e irmãs, e criar o medo, que eles consideravam que lhes trazia o poder.

E, então, da cruz, eu os amei, porque eu pude ver que eles são amor, o amor não reconhecido que eles tinham ainda que expressar. E eu compartilharei com vocês que em encarnações posteriores, quando eles trouxeram outras vidas para si mesmos, eles foram capazes de viver este amor e expressar os seus sentimentos. Na vida em que eles tiveram determinados trabalhos a fazer, eles não sentiram que eram livres para se expressar ou sentir.

Você está cercado por dádivas, por bênçãos que proporcionou para si mesmo.

Você disse: “Eu criarei”. E tendo criado aquilo que é diferente do amor, e tendo experienciado aquilo que não é tão confortável, você disse: “Agora eu irei criar aquilo que é amoroso, aquilo que é emocionante, aquilo que me permite expandir e começar a compreender o Tudo O Que Eu Sou.” 

Você está criando momento a momento o holograma de sua realidade, e pode mudá-lo de momento a momento.

Você é muito abençoado. Você é intensamente abençoado por toda a natureza, por toda a tecnologia, pois ela é usada para lhe permitir conhecer as suas possibilidades e as suas probabilidades e as realidades que você traz, a partir desta tecnologia.

Você é abençoado por tudo o que está em sua consciência.
Torne maravilhoso o seu holograma.

Crie o seu holograma em ressonância com o seu Coração.

Que você seja abençoado.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph 

Por favor, respeite todos os créditos.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/01/voce-sabe-o-quanto-e-abencoado.html
Fonte: http://www.oakbridge.org/articles.php
Traduzido por: Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

Extraído de: http://stelalecoqc.blogspot.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...